PROJETO

OFICINAS DO SABER

A

tende 300 crianças e adolescentes na perspectiva da educação integral; por meio das oficinas de: Artes Literárias, Desafios Cognitivos, Educação Tecnológica, Manifestações Culturais, Educação Ambiental, Dança, Arte/Teatro, Música, Judô, Capoeira, Futebol e Skate.

Visa oportunizar vivencias e aprendizado na dimensão de valores como respeito, responsabilidade, autonomia, protagonismo, criatividade, valendo-se das múltiplas linguagens potencializando o exercício da cidadania.

ATIVIDADES E OFICINAS QUE FAZEM A ROTINA DO PROJETO “OFICINAS DO SABER”

RODA DE CONVERSA: Sob a mediação do Educador Regente a Roda se constitui a partir de um contínuo ciclo de encontros, com dinâmica específica, aliando os objetivos do grupo com o potencial de participação, motivação e aprendizagem de cada participante.

Algumas atividades intencionais sistemáticas pautadas na dimensão da escuta atenciosa e olhar observador, integradas aos temas e objetivos do grupo. É neste momento que se constroem os vínculos de confiança e se estabelece uma rotina de trabalho que estrutura as trocas.

2

A Oficina de ARTES LITERÁRIAS visa trazer para o educando um leque infindável de aspectos da natureza e das relações humanas, inserindo-os num universo inesgotável que é o da criação literária, estimulando e incentivando o gosto pela leitura e a posição crítica através da mesma, transformando-os em leitores autônomos, para que este expanda seu conhecimento e sua consciência-de-mundo.

4-1

A Oficina de DANÇA visa trabalhar de maneira crítica e significativa, enquanto forma de conhecimento, numa articulação múltipla entre o contexto vivido, percebido e imaginado pelo educando e o contexto da própria dança na prática artístico-educativa que possibilita uma inter-relação entre corpos, movimentos, mentes, histórias de vida, pessoas, conteúdos específicos da dança presentes na maioria dos espaços de ação sociocultural.

6

O APOIO PEDAGÓGICO e o LETRAMENTO têm como objetivo realizar ações de aprendizagem da leitura e escrita, de maneira significativa prazerosa utilizando de múltiplas linguagens, lançando desafios por meio da ludicidade, bem como oportunizar a realização de tarefas escolares, tendo este como momento também diagnosticador das dificuldades a serem detectadas para eventuais encaminhamentos para a rede.

8-1

A Oficina de MÚSICA tem como finalidade proporcionar as crianças e adolescentes um processo de aprendizagem que engloba disciplina, sentimento de pertença no grupo, identidade, vocação, protagonismo e inclusão social, reflexão, desenvolvimento de habilidades específicas, auto estima entre outros fatores. Sendo assim, o principal objetivo está voltado para formação do educando enquanto sujeito, propiciando o enriquecimento cultural e construindo o respeito à diversidade.

10

A Oficina de JUDÔ visa oportunizar aos educandos, conhecer os fundamentos e filosofia do judô. Desenvolvendo-se em todos os aspectos educacionais, o judô contribui positivamente, além da aprendizagem técnica, na construção da personalidade, do caráter e da noção de cidadania, utilizando-se dos processos pedagógicos educacionais específicos da modalidade.

Com esta oficina se pretende despertar nas crianças e adolescentes o gosto e a aderência pela prática esportiva em geral; desenvolver a coordenação motora; possibilitar o conhecimento e o domínio do corpo; promover a autoestima e propiciar práticas educativas que oportunizem a canalização das energias gerando ótimas consequências nas suas atitudes, na disciplina e a não violência.

12

Acreditando na importância do brincar como ferramenta de desenvolvimento e aprendizagem na interação com o outro a RECREAÇÃO é um momento de diversão e prazer constantes em nossa prática.

14

A PERCUSSÃO objetiva promover a sensibilidade musical e proporcionar vivência cultural, música e ritmos no reconhecimento da riqueza rítmica e harmônica de gêneros musicais brasileiros e suas origens. Sua ação educativa busca unir prática e teoria, arte e tecnologia, valores culturais comunitários e globalização, para tornar viável a sua missão de desenvolver o exercício da cidadania e preservação da diversidade cultural.

1

A prática da CAPOEIRA assume o caráter de manifestação cultural afro-brasileira e o resgate da história de um povo, propiciando aos educandos a oportunidade de integração na sociedade a partir dos fundamentos próprios desta arte, baseados na busca pela liberdade e igualdade de forma lúdica e sendo o instrumento motivador da paz.

3

Além de toda a magia que permeia o FUTEBOL, esta Oficina visa proporcionar aos educandos o desenvolvimento físico, mental e emocional através da promoção da socialização, do entendimento de regras e respeito a limites, do desenvolvimento da persistência, da auto-superação e espírito coletivo na busca de um objetivo.

5

Oficina de EDUCAÇÃO AMBIENTAL propõe o desenvolvimento de projetos que visam a valorização da qualidade de vida e à percepção de que a sobrevivência do homem depende diretamente da preservação dos recursos naturais. Espera-se criar condições favoráveis para garantir o envolvimento e participação de todos (projeto, família e comunidade), utilizando-se para isso de múltiplas ações que visam melhorar a qualidade de vida e orientar o uso racional dos recursos e serviços que a natureza nos dispõe.

Projetos: Guardiões Ambientais / Resíduos Sólidos / Espaço Verde / Horta e Compostagem.

7

As oficinas de ARTES e TEATRO pautadas no viés da arte educação, visa desenvolver o potencial critico, estético e ético. Oportunizando a cultura da apreciação artística, bem como, do conhecimento do texto e contexto desta nas diversas formas que se apresenta. Tornando-se assim um potencial instrumento educativo e transformador.

9

A oficina de MANIFESTAÇÕES CULTURAIS visa aprofundar questões relacionadas á diversidade, como também o proporcionar o conhecimento e a consciência crítica da cultura local e a valorização do patrimônio cultural. Oficinas como o boi de mamão, puxada de rede, maculelê, perna de pau… São elementos educativos para que os educandos se apropriem dos valores culturais com apreciação e pratiquem enquanto jogo, e momentos propícios ao aprendizado inerente a está prática.

11

Oficina de SKATE tem como o intuito trabalhar o corpo, a mente e a socialização dos educandos; desenvolver o equilíbrio e superar os obstáculos proporcionando aos educandos um contato inicial com o skate e técnicas de uso (montagem, manutenção e utilização), conhecimento teórico sobre a história do skate e vivências praticas no pátio do CEDEP e nas pistas em torno da comunidade.

13-1

A oficina de EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA se utiliza das tecnologias como ferramenta de emancipação e inserção social no mundo do lazer, informação, conhecimento, trabalho e consumo, entendendo esta ferramenta dentro do contexto educativo como um facilitador do processo de aprendizagem.

15
Rua Frei Fabiano de Cristo, S/N
Monte Cristo
Florianópolis – SC


  (48) 3244.7497 / (48) 8809.0490

  cedep-flops@uol.com.br

  www.facebook.com/cedep